Include

03/02/2020

"Incluir" é uma dessas palavras que entrega o ouro ao bandido, ou seja, revela para o seu leitor que o texto é uma tradução do inglês.

É claro que o verbo existe, é claro que é muito utilizado e tem razão de ser; aqui o problema é outro - é o fato dele ser usado como "coringa", "sujando" a canastra. 

Como já comentei em outra postagem aqui no blog, a maioria dos textos médicos é redigida por profissionais da escrita ou profissionais de saúde de outras áreas, não da medicina; muitas vezes, por exemplo, diante da enumeração dos sinais e sintomas de uma doença, eles não têm certeza se são só aqueles itens ou não e lançam mão de include, que pode não estar propriamente certo, mas com certeza não estará errado. 

Até aí tudo bem, faz parte do jogo. 

O problema é quando todas as enumerações são precedidas de include, o verbo ser cai no ostracismo e você tem pelo menos um a dois include por parágrafo. 

O patético é que, ao querer usar o verbo incluir na sua acepção original, o autor se vê obrigado à tautologia "inclui, mas não se limita a (...)", que é a própria definição do verbo em questão.

Exemplo prático:

"Cold symptoms include runny or stuffy nose, sore throat, cough, congestion, slight body aches or a mild headache."

Tradução:

"Os sinais* e sintomas do resfriado são secreção ou congestão nasal, faringite, tosse, discreta mialgia ou leve cefaleia".

São. 

Simplesmente são. 

Esses são os sinais e sintomas do resfriado, o que não quer dizer que o paciente precise apresentar todos ao mesmo tempo.

Se aparecer algum outro já não é só resfriado, pode ser gripe ou algo mais.

Tradução alternativa:

"Os principais sinais e sintomas do resfriado são secreção ou congestão nasal, faringite, tosse, discreta mialgia ou leve cefaleia". 

ou ainda

"Os sinais e sintomas mais comuns do resfriado são secreção ou congestão nasal, faringite, tosse, discreta mialgia ou leve cefaleia". 

Ao terminar o seu texto conte quantas vezes o verbo incluir aparece e veja quais as situações nas quais ele está lá somente de coringa, podendo ser substituído com vantagens por outros  termos mais utilizados na linguagem corrente.

O número de ocorrências do verbo "incluir" em um texto médico é inversamente proporcional à qualidade do texto. Pode acreditar.

*Secreção nasal, faringite e tosse são sinais; mialgia e cefaleia são sintomas. A congestão pode ser sinal ou sintoma, dependendo do grau.